Samarco

Detemos 50% de participação na Samarco, joint venture não operada no Brasil. A empresa emprega cerca de 9.000 pessoas direta e indiretamente e produz pelotas de minério de ferro por meio de suas unidades operacionais em Minas Gerais e no Espírito Santo. 

A Samarco possui logística própria integrada, que inclui minas, concentradores e usinas de pelotização para beneficiamento de minério de ferro, com minerodutos que ligam as duas unidades operacionais e terminal portuário para exportação da produção.

Após a paralisação causada pelo rompimento da barragem de Fundão em 2015, a Samarco retomou suas operações de forma diferente e mais sustentável, com novas tecnologias e sistemas de segurança aprimorados. A retomada é gradativa - desde dezembro de 2020, a empresa opera com 26% de sua capacidade produtiva.

Sobre a Samarco

Um novo sistema de filtragem foi implantado para permitir que a empresa opere sem o uso de barragens, com 80% do rejeito gerado sendo empilhado a seco e o restante depositado em uma cava rochosa confinada. Além disso, a barragem e a cava de Germano, desativadas desde 2015, estão em processo de descomissionamento, seguindo a nova legislação brasileira.
13 milhõesde toneladas de pelotas produzidas até agosto de 22
Mais de 136embarques para os mercados nacional e internacional
R$ 1,8 bilhõesgerados em impostos até agosto de 22

Ações de reparação

Os 42 programas executados pela Fundação Renova estão divididos em três eixos temáticos: pessoas e comunidade; terra e água; e reconstrução e infraestrutura. A elaboração e execução dos programas baseiam-se no envolvimento das comunidades em todas as etapas e contam com monitoramento constante e auditorias externas independentes para validar com transparência o andamento de cada programa.
R$ 24.33bdesembolsados em ações de reparação e compensação até agosto de 22
R$ 11.46bpagos em indenizações e auxílio financeiro emergencial até agosto de 22
402.800pessoas atingidas receberam indenização

Conheça uma nova Samarco

A empresa retomou as operações de forma diferente, usando novas tecnologias.

Um novo sistema de filtragem permite o empilhamento a seco de 80% do rejeito gerado e o restante é depositado em um poço confinado. Acesse o site para saber mais sobre a retomada da Samarco.